Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.pm.go.gov.br:8080/pmgo//handle/123456789/1185
Título: ESTRATÉGIAS DA RESSOCIALIZAÇÃO COMO GARANTIA DOS DIREITOS HUMANOS PELO ESTADO
Autor(es): ALVES, Rodrigo Costa
COSTA, Vinícius Rodrigues da
Palavras-chave: Ressocialização
Direitos Humanos
Sistema carcerário
Superlotação
Violência
Data do documento: 9-Out-2018
Editor: outubro
Resumo: O presente artigo fez um estudo das principais estratégias utilizadas pelo Estado para a ressocialização do apenado no sistema carcerário brasileiro. Para isso foi feita a revisão da literatura com a utilização de artigos através da base Scielo, Biblioteca Digital de Segurança Pública: Acervo Digital, Gnuteca, entre outras bibliotecas on line, com dados dos anos de 2010 a 2018, além de algumas referências mais antigas na contextualização histórica. Foi constatado que no Brasil, a situação carcerária encontra-se em situação precária e a efetividade de direitos dos presos não é cumprida conforme determina a Lei de Execuções Penais. O Estado tem buscado alternativas para uma política de ressocialização como meio legal para efetivar os direitos do apenado, através de instituição de parcerias junto a entidades e empresas, desenvolvimento de projetos sociais que agreguem o trabalho do preso e visem a sua reintegração social. A relevância deste tema é demonstrar que o trabalho social desenvolvido além de garantir os direitos legalmente constituídos, faz com que o preso tenha uma nova chance de retornar ao convívio social. Como consequência poderá haver uma queda nos índices de violência e reincidência criminal
URI: http://dspace.pm.go.gov.br:8080/pmgo//handle/123456789/1185
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Rodrigo Costa Alves.pdf365,6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.