Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.pm.go.gov.br:8080/pmgo//handle/123456789/1225
Título: A SUPERLOTAÇÃO DOS PRESÍDIOS BRASILEIROS: UM ENFOQUE NO ESTADO DE GOIÁS SOBRE A ATUAÇÃO NA GARANTIA DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DOS PRESIDIÁRIOS
Autor(es): OLIVEIRA, Joelson Freitas
SILVA, Vinícius dos Santos
Palavras-chave: População carcerária
Presídios brasileiros.
Prisões
Violência
Rebeliões
Data do documento: 15-Out-2018
Editor: outubro
Resumo: O presente artigo levantou sobre a superlotação presídios brasileiros com enfoque nos presídios do Estado de Goiás, por meio de um estudo bibliográfico. Para isso foi feita a revisão da literatura com a utilização de artigos através da base Scielo, Biblioteca Digital de Segurança Pública: Acervo Digital, Gnuteca, entre outras bibliotecas on line, com dados dos anos de 2010 a 2018 e dados do Tribunal de Justiça de Goiás. Ficou constatado que o Brasil tem 1.424 unidades prisionais com 394.835 vagas e 668.182 presos e Goiás com 156 unidades, 9.576 e 19.955 presos, déficit de 59% e 47% respectivamente. Foi constatado que com a superpopulação há o descumprimento dos direitos fundamentais nos presídios e a falta de investimentos em políticas de reinserção social aumentam as chances de reincidência, o que acarreta em aumento nos números da violência. A pesquisa é importante pois demonstra a necessidade de melhorias na política carcerária goiana e que essas ações refletem no trabalho da PM com a melhoria nos índices da violência. Discutir o tema propõe novos caminhos em busca de soluções viáveis que trariam benefícios para toda sociedade e efetividade no trabalho da PM.
URI: http://dspace.pm.go.gov.br:8080/pmgo//handle/123456789/1225
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Joelson Freitas Oliveira.pdf283,59 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.