Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.pm.go.gov.br:8080/pmgo//handle/123456789/921
Título: A FRAGILIADE E INEFICÁCIA DO ESTATUTO DO DESARMAMENTO FRENTE AO COMBATE DE ARMAS DE FOGO ILEGAIS NO ESTADO DE GOIÁS
Autor(es): ALMEIDA, Lucas Bueno de
NERES, Wesley Fábio da Silva
Palavras-chave: Armas de fogo
Fragilidade
Desarmamento
Criminalidade
Sociedade
Data do documento: 11-Set-2018
Editor: setembro
Resumo: O presente estudo analisara a fragilidade e a ineficácia do Estatuto do Desarmamento no Estado de Goiás e seus reflexos no serviço da Polícia Militar Do Estado De Goiás (PM GO). Esta pesquisa foi desenvolvida por meio de estudos legislativos, documentais, bibliográficos, jurisprudenciais com analise de obras brasileiras, legislações brasileiras, é dados nacionais é estaduais e também por dados da Secretaria de Segurança Pública é Administração Penitenciária de Goiás. Ficou confirmado que ao longo do tempo a quantidade de armas de fogo ilegais aprendidas pela policia em especial a PM GO não parou de crescer. Fator que elevou os índices de criminalidade. E causou descredito das forças policias perante a sociedade e até mesmo dos próprios policiais pela falta de punição adequada, levando até mesmo o cidadão de bem a adquirir armas de fogo para fazer sua própria segurança. A pesquisa e importante visto que demonstra a necessidade da administração da Polícia Militar buscar cada vez mais soluções para reduzir a quantidade de armas de fogo ilegais presentes no Estado De Goiás. Também discutir sobre a lei do Estatuto Do Desarmamento buscando a solucionar as fragilidades existentes no senário atual, para que possa melhorar cada vez mais a segurança pública no Estado de Goiás.
URI: http://dspace.pm.go.gov.br:8080/pmgo//handle/123456789/921
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lucas Bueno D Almeida.pdf461,77 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.